paceria
Mentalidade marítima

Projeto promete revitalização de área verde e limpeza da orla de Fortaleza

Fonte Diário do Nordeste – 17:07 · 06.06.2017 / atualizado às 18:41
http://ow.ly/dvvP30codVs
fortaleza sustentável
A área do Parque Rachel de Queiroz será uma das principais beneficiadas. ( FOTO: Kaio Machado/Prefeitura de Fortaleza )

Acompanhe os projetos de sua cidade. 

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria de Urbanismo e Meio Ambiente (Sema), anunciou nesta terça-feira (6), os detalhes do projeto Fortaleza Cidade Sustentável (FCS), que promoverá uma série de ações de sustentabilidade na Capital, entre elas a revitalização do Parque Rachel de Queiroz.

Para que o projeto saísse do papel, a Prefeitura de Fortaleza conseguiu um empréstimo de 73 milhões de dólares junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), um dos braços do Banco Mundial. No total, o FCS receberá um investimento de 146,6 de dólares, sendo a outra parte de responsabilidade do município.

O dinheiro do banco chegará somente em 2018, mas as ações já começarão neste ano. A previsão é que as obras sejam concluídas em 2024.

O programa prevê a implementação de atividades do componente ‘Águas da Cidade’, que faz parte da política ambiental de Fortaleza. Tal ação irá beneficiar moradores que não possuem rede de água e esgoto por meio da instalação gratuita. De acordo com o prefeito Roberto Cláudio, 16 mil domicílios serão beneficiados.

Com a implementação, os imóveis que estão na Bacia da Vertente Marítima, que é uma faixa de terra localizada entre a desembocadura dos rios Cocó e Ceará, indo da Barra do Ceará até o Centro. Com isto, a Prefeitura afirma que aumentará a balneabilidade de toda a orla oeste de Fortaleza.

Parque Urbano.

Além das ações voltadas para água e esgoto, o projeto Fortaleza Cidade Sustentável promete a revitalização dos 12 quilômetros de extensão do Parque Rachel de Queiroz. Passando por 14 bairros da cidade, a área receberá ciclovia, equipamentos de esporte, urbanização, além de ações de conservação da fauna, flora e recursos hídricos.

A implantação do Parque será um vetor de transformação da área de sua intervenção e do seu entorno, sendo um incentivo para revitalização da região por meio da instalação de empreendimentos e equipamentos a partir de parcerias público-privadas, por exemplo.

Mudança de paradigma.

É muito comum não sabermos que atitude tomar, estamos as vezes tão preocupados com o excesso de informações, provavelmente negativas que ficamos sem saber o que fazer. Nesta publicação você com certeza poderá avalizar o que estou dizendo. A sua participação é importante no acompanhamento de projetos de infraestrutura para a sua cidade. O simples ato de compartilhar a informação é uma atitude que contribui para a cultura náutica e mentalidade marítima.

Cultura Náutica e Mentalidade Marítima.

O conhecimento adquirido através dos livros, dos vídeos,  de publicações, permite que você também colabore com a melhoria de nossa cultura náutica e mentalidade marítima. Se você gosta de nosso trabalho, cadastre-se no Instituto Rumo ao Mar, e nos parceiros, divulgue, compartilhe – torne-se um membro efetivo mediante sua participação.  Lembro a você que quando se adquire conhecimento, domina-se algo novo.

A decisão de adquirir conhecimento novo depende apenas de você. Quando você não compartilha a nova informação que adquiriu e que gostou, o valor dela se torna menor. Valorize seu novo conhecimento, compartilhando-o com seus amigos. As leis naturais são sábias; se você compartilhar, terá um retorno maior para o seu próprio crescimento.

Logotipo ConhNautico

Rede Virtual do Conhecimento Náutico é parceira do Instituto Rumo ao Mar.

Sobre o autor

Rommel Castro

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário