Meteorologia e Oceanografia

Afinal, o que é e para que serve uma carta sinótica?

Por Brunna Romero Penna e Fellipe Romão Sousa Correia

A carta sinótica nada mais é do que uma representação gráfica do campo de pressão atmosférica à superfície. Este produto constitui um eficiente recurso para avaliar o estado atual da atmosfera, com base nos sistemas meteorológicos que estão atuando em determina área. Além disso, é de grande utilidade para a previsão de tempo pois o acompanhamento de cartas sinóticas sucessivas mostra a evolução e as trajetórias dos fenômenos atmosféricos de escala sinótica.


O horário de Greenwich ou “hora Zulu” é convencionalmente usado nessas cartas, não importando o fuso horário do local. Essa padronização facilita a interpretação por parte de toda a comunidade em qualquer lugar do mundo.


Na representação gráfica da carta sinótica encontram-se isolinhas de pressão, também chamadas de isóbaras, sendo que os centros de alta e baixa pressão são representados por isóbaras fechadas de valores mais altos (representados pela letra A) e mais baixos (representados pela letra B), respectivamente (Figura 1). O espaçamento entre as isóbaras representa o gradiente de pressão, que indica quanto a pressão varia de um ponto a outro na superfície. O gradiente de pressão, por sua vez, determina a intensidade do vento: quanto mais estreito o espaçamento entre as isóbaras, maior será o gradiente de pressão e, portanto maior será a intensidade do vento.


Além do campo isobárico, é possível identificar ainda que a carta sinótica mostra diferentes símbolos, os quais representam diversos aspectos do tempo, como frentes frias, frentes quentes, zonas de convergência, cavados e outros sistemas de escala sinótica.

Na carta sinótica também é possível notar observações pontuais, as quais são simplificadas por um pequeno ícone, onde os ventos à superfície são representados por uma reta com um círculo numa extremidade e barbelas ou flâmulas na outra extremidade. A direção de onde sopra o vento é
indicada pela extremidade com barbelas e a intensidade do vento pelo tamanho e quantidade de barbelas e ou fâmulas (Figura 2). Meia barbela indica 5 nós, uma barbela inteira indica 10 nós e uma bandeirola indica 50 nós. A intensidade do vento será de acordo com o somatório de barbelas e
bandeirolas. O pequeno círculo na outra extremidade indica a cobertura do céu, em oitavos, conforme a simbologia na Figura 2.


No Serviço Meteorológico Marinho, operado pelo Centro de Hidrografia da Marinha, a carta sinótica é elaborado diariamente, duas vezes ao dia, referentes aos horários de 00:00 e 21:00 Z. Elas encontram-se disponíveis para consulta na internet (https://www.marinha.mil.br/chm/dados-dosmm-cartas-sinoticas/) e também no aplicativo Boletim ao Mar, disponível para smartphones e tablets de sistema Android e iOS.


A simbologia completa utilizada nas cartas sinóticas pode ser vista no seguinte endereço eletrônico:
https://www.marinha.mil.br/chm/sites/www.marinha.mil.br.chm/files/u1906/simbologia.pdf

Sobre o autor

Fabrizio

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário