ESPORTE Vela

Livro Vela Esportiva Brasileira é lançado com Live da CBVela e personalidades

Foi lançado, na noite desta quarta-feira, dia 27, o livro Vela Esportiva Brasileira de autoria do jornalista Murillo Novaes com Andrea Jakobsson como editora em livro com patrocínio da Adam Capital Secretaria de Cultura do Município do Rio de Janeiro, apoio da BRA e da XP Investimentos.


O livro de capa dura tem 224 páginas contando a história da Vela brasileira, os resultados, grandes competições e conta a criação da ABVO, a Associação Brasileira de Veleiros de Oceano, em 1955.


O exemplar está à venda nas livrarias físicas da Travessa e pelo link bit.ly/livrovela  


“Tinha o objetivo de fazer um documento que as novas gerações pudessem ler e entender. hoje se você fizer um livro de texto denso perderíamos uma série de leitores da nova geração. É um livro que pode ficar do seu lado para ir consultando, é um livro bonito e dessa forma vai sabendo da riquíssima história da vela brasileira. Gostaria de agradecer ao Guilherme Rafare (comandante do veleiro Danadão) pelo apoio além dos demais patrocinadores”, apontou Murillo Novaes durante a live de lançamento realizada na noite de quarta-feira, dia 27 de janeiro, pela CBVela.


“Quando surgiu essa ideia de fazer um livro sobre a Vela Esportiva no Brasil trazido pelo Murillo, a gente já sabia que há algumas publicações no mercado, é um tema que foi abordado. Nosso objetivo era fazer uma abordagem diferente. E o Murillo trouxe a ideia de falar com os jovens, com linguagem ágil para os jovens que os incentivassem a conhecer melhor esse esporte que é muito cheio de conquistas, que nos faz sermos felizes em sermos brasileiros. A ideia foi então uma linha do tempo e o desafio foi como dar essa roupagem de linha do tempo. Então convidamos a Daniela Cabral , da Joatinga Design, uma pessoa com linguagem super moderna, muito dinâmica e ela conseguiu trazer essa roupagem com leveza e velocidade . Pra mim como editora, fazer um livro sobre vela foi uma alegria imensa, foi um esporte que fui apresentada pelo meu filho que velejava na Optmist , quando começou a velejar mergulhamos de cabeça com ele. O esporte é muito mais que um esporte e sim um estilo de vida , entra no seu DNA, você sempre é velejador mesmo que não veleje muito pois saberá sobre o vento …Foi um presente pra mim desenvolver esse livro”, disse Andrea.


O lançamento contou com Torben Grael, bicampeão Olímpico,  Roberto Rocha Azevedo, ex-Comodoro da ABVO, Marco Aurélio de Sá Ribeiro, presidente da CBVela, e o Almirante Gâmboa, do Cisne Branco, que contou a história do veleiro da Marinha e dos mais prestigiados do Brasil. .
Durante o lançamento, algumas histórias foram contadas, como a do barco Aileen, de Preben Schmidt , avô de Torben e Lars Grael, utilizado atualmente nos clássicos por Torben. Temas como o Admirals Cup foram comentados, regata Buenos Aires-Rio, Santos-Rio. 


Torben comentou sobre o destaque da Vela Olímpica nacional, dos esportes que mais trouxe medalhas para o país. Ele afirmou que a implementação da eliminatória nacional incentivou os jovens talentos a se formarem e destacou a importância do Rio Yacht Sailing, em Niterói (RJ) e o Yacht Club de Santo Amaro, em São Paulo, como grandes celeiros de medalhistas, motivados dois nomes.


“Segundo a teoria do Lars, dois grupos de pessoas foram os responsáveis por esses resultados, trouxeram muita excelência e conhecimento sobre a Vela, regulagens e Vela olímpica em dois centros importantes, o Reinaldo Conrad no Santa Amaro e o Axel e Erick Schmidt e  no Rio Yacht Sailing, são dois clubes pequenos e que têm maior número de medalhas do país”, lembrou Torben. Outo nome como Joerg Bruder também foi lembrado.
Os trabalhos da CBVela e da Marinha no apoio ao esporte também foram enaltecidos.

Sobre o autor

Fabrizio

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário