Vela

Último dia do 51º Circuito Rio, define o Campeão Brasileiro.

Vencedor da histórica 70ª Santos-Rio, barco Ventaneiro, do Rio de Janeiro, assumiu a ponta, mas ainda não se sabe quem será o campeão. Estão previstas duas regatas neste feriado de finados.

A segunda-feira feriado de Finados vai definir o novo Campeão Brasileiro na classe ORC de Vela de Oceano durante o último dia do 51º Circuito Rio, organizado pelo Iate Clube do Rio de Janeiro em parceria com a ABVO – Associação Brasileira Veleiros de Oceano.

O domingo mais uma vez, foi de tempo com chuva e a organização só conseguiu realizar uma das duas regatas previstas Barla-Sota na Baía de Guanabara.

Crioula com Samuel Albrecht, velejador olímpico. Crédito: Fred Hoffmann

Campeão de 2019 no Brasileiro ORC em Búzios (RJ), o barco do Iate Clube do Rio de Janeiro e do Veleiros do Sul, de Porto Alegre (RS), o Crioula, foi o vencedor com 1h02min11s no tempo corrigido deixando o Sorsa III em segundo e o Duma em terceiro. O Crioula, que tem o velejador olímpico que irá à Tóquio-2021, Samuel Albrecht, saltou para o terceiro lugar no geral.

O barco campeão da histórica 70ª Santos-Rio, o Ventaneiro, passou a liderar e vai em busca da dobradinha com o título nacional.

“Regata começou com o vento bom, mas depois parou, entrou uma pancada forte, daí parou de novo no final, foi uma regata muito difícil que, favoreceu os barcos mais rápidos. Ainda tem muita regata pela frente: são duas previstas para esta segunda com muita gente na briga pelo campeonato. Está tudo embolado”, disse Renato Cunha, comandante do Ventaneiro.

Ventaneiro em destaque durante a regata com Ponte Rio-Niterói ao fundo
Crédito: Fred Hoffmann

O barco de Lars Grael, do Avohai, que no sábado liderava a tabela, caiu para o quarto lugar no geral, mas muito perto dos três primeiros. Lars, com dois Bronzes Olímpicos e ícone da vela brasileira, corre junto com seu filho, Nicholas Grael, de 23 anos.

Avohai com Lars Grael e seu filho Nicholas Grael. Crédito: Fred Hoffmann

O vice-líder é o Rudá/Blue Seal, de Santos (SP). Em quinto vem o +Bravíssimo, do Iate Clube do Espírito Santo, e em quarto o Bravo, também de Santos e com dois tripulantes dos projetos sociais Grael e Navega São Paulo.

A competição da ORC tem ainda mais medalhistas olímpicos como Torben Grael, bicampeão Olímpico, que está no Inaê Transbrasa, barco santista, atualmente no 12 lugar, Clínio de Freitas, que está no barco com Lars Grael, e Kiko Pelicano, que comanda o Duma, atual 15º colocado.

A disputa pelo título segue também nas demais classes do 51 Circuito Rio. Na IRC, o Danadão venceu pelo terceiro dia seguido e segue na frente. O barco é comandado por Guilherme Raffare com Maurício Santa Cruz pentacampeão Mundial, na tripulação. Na mesma classe, capixaba Phanton of The Opera é o segundo seguido pelo Itajaí Sailing Team, de Santa Catarina. o Boto V, de Paraty (RJ) está com Isabel Swan, medalhista de Bronze em Pequim 2008. O veleiro é o quinto colocado.

Na RGS, o Zeus é o líder seguido pelo Beleza Pura e o Dona Bola. Na C-30, o Caballo Loco, de Ubatuba/Ilhabela (SP), é o primeiro colocado.

Para esta segunda-feira estão previstas duas regatas Barla-Sota a partir das 12h na Baía de Guanabara e a premiação, ocorre a partir das 19h no ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro.

Crédito: Banco de imagens ICRJ

02/11/2020 SEGUNDA

12h – Duas regatas previstas Barla-Sota

19h — Cerimônia de Premiação – Pérgula da Piscina

O 51º Circuito Rio tem a organização do ICRJ – Iate Clube do Rio de Janeiro com apoio da ABVO – Associação Brasileira Veleiros de Oceano.

ICRJ

Confira os Resultados desta Sexta e o acumulado geral no Instagram da ABVO -@abvobrasil

Mais informações com Fabrizio Gallas pelo +55 21 994004061, ou <fabrizio@gallaspress.com.br>

Sobre o autor

Redação Rumar

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário