ESPORTE Remo

Sul-africano bate recorde de travessia à remo e chega em Cabo Frio (RJ)

Divulgação

O sul-africano Zirk Botha, de 59 anos, completou, na última sexta-feira, as 4 mil milhas náuticas à remo batendo o recorde de travessia na modalidade.

Ele saiu da Cidade do Cabo em um barco Ratel de 6,5m de comprimento e percorreu 7.200 km em 70 dias. A saída foi no dia 19 de dezembro com chegada em Cabo Frio na sede do Iate Clube do Rio de Janeiro.

“Quando comecei a planejar esta viagem, há dois anos, as pessoas disseram que eu estava louco! Quero encorajar a todos a sonhar grande, fazer o máximo e nunca permitir que ninguém os desanime. A vida é uma grande aventura”, disse Zirk que encarou mar revolto em alguns momentos na travessia.

“Embora tenha tido condições climáticas quase perfeitas para facilitar uma travessia recorde, foi tudo muito intenso, com apenas dois dias calmos em toda a travessia. A natureza implacável do clima é física e mentalmente desgastante. Não estava preparado para esse tipo de desafio”.

Com o nome Row2Rio2020, a expedição de Zirk Botha quebrou a antiga marca mundial da travessia, que era 92 dias no ano de 2017 e pertencia à dupla Wayne Robertson e Braam Malherbe.

“Estou à espera de verificação, mas creio que esta é a distância mais longa remada por um por apenas um sul-africano em qualquer percurso”.

Sobre o autor

Fabrizio

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário